Topo
Mindfulness Para o Dia a Dia

Mindfulness Para o Dia a Dia

Categorias

Histórico

“Promessas de ano novo” devem estar alinhadas com nossos valores de vida

Marcelo Demarzo

02/01/2019 04h00

Crédito: Istock

Qualquer mudança de estilo de vida só conseguirá se sustentar ao longo do tempo se estiver ancorada em nossos valores de vida, ou seja, se fizerem sentido em nossa vida.

O Sentido de Vida

Atualmente, a psicologia define sentido de vida como "o grau em que um indivíduo atribui sentido e vê importância em sua vida, e acredita que ela tem um propósito".

No sentido da vida, duas concepções são possíveis: 1) o sentido que as pessoas querem transmitir aos demais a partir de sua vida; e 2) o que as pessoas tentam fazer e aspiram atingir (também é definido como "propósito").

Em geral, ter um sentido claro na vida está associado a qualidades positivas, como maior bem-estar psicológico, menor incidência de transtornos psiquiátricos, maior resiliência e força de caráter.

Por outro lado, se como consequência de fracassos importantes na vida – e produto do "neuroticismo" e das emoções negativas – buscarmos desesperadamente um sentido para nossa vida, isto costuma associar-se com frequência a uma patologia psiquiátrica.

A maneira mais efetiva e positiva de se ter um sentido na vida, é estarmos alinhados com nossos valores de vida.

Os Valores de Vida

Os valores são os objetivos vitais que uma pessoa tem na vida: o que ela considera importante, seu "norte" ou aquilo pelo qual gostaria de ser lembrada após sua morte. Os valores nunca nos saturam, dando qualidade e sentido aos nossos atos.

Muitas pessoas nunca refletiram sobre os seus valores. No entanto, qualquer de nossas ações, para que sejam sustentadas ao longo do tempo (por exemplo, praticar mindfulness ou ter um hábito saudável), não podem se realizar de forma isolada, sem um sentido global.

Quando há compatibilidade com nossos valores, haverá força suficiente para mantê-las. Qualquer ação, para perdurar, deve estar ancorada nos valores do indivíduo.

Identificando nossos Valores – um Exercícios Simples

Um exercício simples, e frequentemente usado nos treinamentos de mindfulness (saiba mais, clicando aqui) para nos sensibilizar sobre os valores de vida, consiste em visualizarmos em perspectiva aquilo que é mais importante para nós na vida, nosso "norte".

Veja os 4 passos:

  1. Adotamos uma postura cômoda (sentado com a coluna alinhada e os músculos relaxados, por exemplo), fechamos os olhos, e observamos algumas respirações (o inflar e desinflar do abdômen durante 3-4 respirações, por exemplo).
  2. Após, passamos a trazer à nossa mente (visualizar, sentir, tomar em perspectiva) a nossa própria imagem alguns anos mais velhos, e nesse cenário alguns anos à frente, refletimos sobre o que realmente valorizamos em nossa vida, nossos "nortes", o que realmente é importante.
  3. Após um tempo nessa reflexão, podemos começar a mentalizar nossa vida atual, e refletir agora sobre o quanto aqueles valores que identificamos na primeira parte do exercício estão consistentes com as nossas ações atuais, ou seja, o quanto estão consistentes com nossa vida atual.
  4. Antes de encerrar e abrir os olhos, voltamos a observar novamente algumas respirações.

Essa técnica ou exercício nos permite uma sensibilização inicial sobre o tema. Há diversas listas de valores possíveis e cada um terá os seus próprios, mas em geral os valores abrangem os principais aspectos da vida, como: relacionamentos afetivos, família e filhos, amigos, trabalho, educação/formação, tempo livre/lazer, comunidade, cidadania e política, espiritualidade, saúde e bem-estar, e ecologia e natureza. Todos são valiosos e a relevância que cada indivíduo lhes outorga é um tema pessoal.

O objetivo-chave é que a pessoa possa identificar seus valores e ter clareza sobre a importância de cada um deles em sua vida. Assim, se nossas "promessas de começo de ano" estiverem alinhadas com nossos valores de vida poderemos constituir uma base de ações mais compromissadas e sustentáveis, simplesmente porque serão feitas com uma motivação genuína.

Vamos praticar?

Técnicas simples de atenção plena, que nos permitem fazer pequenas pausas ao longo do dia, como o exercício dos 3 passos de mindfulness, podem nos auxiliar a estarmos mais conscientes de nós mesmos e de nossos valores de vida no dia a dia (veja aqui como praticar).

Referência:

Demarzo & Garcia-Campayo. Manual Prático – Mindfulness. Curiosidade e aceitação. Editora Palas Athena, 2015.

Para saber mais:

www.mindfulnessbrasil.com (Mente Aberta – Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde – UNIFESP)

www.webmindfulness.com (WebMindfulness – Grupo de Pesquisa Coordenado pelo Prof. Javier García-Campayo – Universidad de Zaragoza, informações em espanhol)

www.umassmed.edu/cfm (Centro de Meditação "Mindfulness" na Medicina, Universidade de Massachusetts, Estados Unidos, informações em inglês)

Sobre o autor

Marcelo Demarzo é médico especialista em mindfulness (atenção plena), professor e pesquisador na área de medicina, saúde e bem-estar. Ministra cursos e palestras sobre estilo de vida mindful, bem-estar e saúde --expertise desenvolvida em 15 anos como professor e pesquisador em vários hospitais e universidades brasileiras (UNIFESP, USP, Hospital Israelita Albert Einstein) e internacionais (Universidade de Oxford, Universidade de Zaragoza, Harvard University). É autor de livros e estudos científicos relacionados ao tema de mindfulness e qualidade de vida e realiza dezenas de atendimentos individuais e em grupo para disseminar o conceito de mindful living (viver pleno e consciente). É coordenador da Especialização em Mindfulness da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo).

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre saúde e qualidade de vida, com foco em mindfulness e bem-estar. Um espaço interativo para conversarmos sobre como desenvolver um estilo de vida mais mindful (pleno e consciente), que irá ajudá-lo a lidar melhor com o estresse, algo tão comum na nossa vida atual.

Mais Mindfulness Para o Dia a Dia