PUBLICIDADE

Topo

Praticar mindfulness é indicado para manter o foco no home office

Marcelo Demarzo

29/05/2020 04h00

Praticar mindfulness (atenção plena) pode ajudar profissionais com dificuldade de atenção durante o trabalho em casa, o que durar mesmo após crise de coronavírus

Crédito: iStock

É esperado que aproximadamente 30% das empresas no Brasil mantenham a adoção do home office mesmo após a crise do novo coronavírus.

Isso pode acontecer porque se observou que o modelo de trabalho à distância, instituído muitas vezes às pressas no início da quarentena, pode trazer muitos benefícios às empresas e, se bem executado, também aos profissionais.
Do ponto de vista do profissional, a adoção do modelo de teletrabalho pode ser positiva tanto para a vida pessoal (maior contato com a família, por exemplo) quanto para a produtividade (menos tempo perdido no trânsito e no deslocamento para o trabalho, por exemplo), mas isso só será possível se o profissional conseguir lidar com os desafios de equilibrar a vida pessoal e a profissional trabalhando dentro de casa.

Um pouco diferente do espaço corporativo, quando estamos trabalhando em casa pode haver mais interrupções durante o expediente, seja por causa de filhos, telefonemas, campainhas ou afazeres domésticos que podem surgir. Com isso, a probabilidade de perdermos o foco e, consequentemente, o rendimento e a produtividade no trabalho, é maior.

Uma parte desse problema é a ideia frequente de que podemos realizar várias coisas ao mesmo tempo ou mesmo simultaneamente (o famoso "multitarefa") de forma efetiva, e inclusive sendo mais produtivo. Infelizmente, é uma ilusão, pois na realidade podemos perder até 40% da nossa produtividade com o "multitarefa", e ainda ficarmos com maior sensação de cansaço físico e mental.

Do ponto de vista do nosso cérebro, é se quiséssemos passar "vários trens ao mesmo tempo no mesmo trilho"; e, na verdade, o que está acontecendo é que ficamos trocando de foco principal de atenção muito rapidamente (trocando de "trilho" muito rapidamente), o que é "arriscado", pois prejudicamos nossa capacidade de focar em algo importante e prioritário, e acabamos perdendo a produtividade, e também a saúde.

Dicas para melhorar a atenção plena durante o home office:

  1. Fazer uma pequena pausa antes de começar uma tarefa ou atividade: isso nos ajuda a preparar o foco de atenção para entrar na tarefa e nos serve de lembrete sobre a intenção de mantermos o foco e a atenção plena durante toda a atividade, sabendo que existe uma tendência à desatenção e se preparando também para eventuais interrupções. Essa pequena pausa pode ser usada para praticar mindfulness (por exemplo, a técnica dos três passos ou 3 minutos).
  2. Evitar o multitarefa: fazer várias tarefas ao mesmo tempo nos faz perder produtividade. Uma maneira de evitar o multitarefa é priorizar as tarefas do dia (fazendo uma lista, por exemplo), prevendo um tempo reservado para cada uma delas. Em geral, se preconiza que as atividades que requeiram mais tempo ou mais foco sejam as primeiras da lista;
  3. Evitar interrupções: as interrupções também prejudicam o nosso rendimento no trabalho. Uma maneira de fazer isso é definir horários específicos para o trabalho e evitar que nesse período você desvie o seu foco para alguma distração em sua casa.

Vamos praticar essa atitude? Nesse link você encontrará uma playlist completa, na forma de curso introdutório de mindfulness, com outras práticas simples e acessíveis a qualquer iniciante.

Mande sua pergunta: Se você tem alguma dúvida ou curiosidade sobre mindfulness, atenção plena, ou neurociência do comportamento, por favor me escreva que terei prazer em abordar seu tema em textos futuros: demarzo@unifesp.br

Referência:
Demarzo & Garcia-Campayo. Manual Prático de Mindfulness: curiosidade e aceitação. Editora Palas Athena, 2015.
Para Saber Mais:
www.mindfulnessbrasil.com (Mente Aberta – Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde – UNIFESP)
www.webmindfulness.com (WebMindfulness – Grupo de Pesquisa Coordenado pelo Prof. Javier García-Campayo – Universidad de Zaragoza, informações em espanhol)
www.umassmed.edu/cfm (Centro de Meditação "Mindfulness" na Medicina, Universidade de Massachusetts, Estados Unidos, informações em inglês)

Sobre o autor

Marcelo Demarzo é médico especialista em mindfulness (atenção plena), professor e pesquisador na área de medicina, saúde e bem-estar. Ministra cursos e palestras sobre estilo de vida mindful, bem-estar e saúde --expertise desenvolvida em 15 anos como professor e pesquisador em vários hospitais e universidades brasileiras (UNIFESP, USP, Hospital Israelita Albert Einstein) e internacionais (Universidade de Oxford, Universidade de Zaragoza, Harvard University). É autor de livros e estudos científicos relacionados ao tema de mindfulness e qualidade de vida e realiza dezenas de atendimentos individuais e em grupo para disseminar o conceito de mindful living (viver pleno e consciente). É coordenador da Especialização em Mindfulness da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo).

Sobre o blog

Dicas e reportagens sobre saúde e qualidade de vida, com foco em mindfulness e bem-estar. Um espaço interativo para conversarmos sobre como desenvolver um estilo de vida mais mindful (pleno e consciente), que irá ajudá-lo a lidar melhor com o estresse, algo tão comum na nossa vida atual.